segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Manias compulsivas

Circula pela blogosfera adiante um jogo curioso: um tem de declarar as suas manias e convidar um amigo para que faça o mesmo e convide a outro. Tocou-nos, se bem por correio electrónico e não através do blogue, mas é giro fazê-lo aqui.

Vejamos. Eu tenho muitas manias.

* Sempre me barbeio seguindo uma ordem estrita. Começo pelo bigode e o queixo, baixo daí pelo pescoço dividindo a face em dois e logo barbeio-me o lado direito da cara antes de passar ao esquerdo. De facto, todas as minhas manhãs são um ritual fixo que dura uma hora: espertar, arrumar o quarto, duche e pequeno-almoço.

* Quando sento diante do ordenador (e passo umas boas 2 ou 3 horas diárias) mordisco compulsivamente um troço de plástico.

* Odeio a sensação de perder o tempo no transporte público. Leva-me mais duma hora chegar ao trabalho desde casa e uso o autocarro, o metro e o comboio. Para aproveitar o que poda, leio, escuto música e corrijo exames, composições e exercícios tanto na ida, como na volta, por muita fome ou sonho que sinta. Também levo sempre comigo o livro que esteja a ler por se tenho que fazer cola, aguardar por alguém ou fazer tempo por qualquer motivo.

* Odeio que leiam por cima do meu ombro quando escrevo. Não o aturo e tenho de fazer verdadeiros esforços para que não se note o incómodo que estou quando estou a contestar correios electrónicos ou a trabalhar e alguém se me acerca.

* Sempre tomo um café depois do jantar, mas nunca imediatamente depois. Tenho que deixar passar um intre, por muita presa que tenha. Cada vez que tomo um café, tomo-o com algo, sobre tudo bolachas.

* Odeio os ferros que perdem água e deixam umas gotas enormes e horrorosas nas camisas.

* Sou muito ordenado, embora seja porque ao tempo sou muito despistado. Se não deixasse cada coisa em seu sítio, sou incapaz de encontrá-las e para evitá-lo tenho tudo ordenado. Perdi a carteira um par de vezes e agora sempre me palpo os bolsos cada vez que entro ou saio dum sítio. Às vezes, guardo-a em um bolso que não é o habitual e levo uns sustos de morte.

* As minhas coisas estão todas juntas. Não tenho livros em dois quartos distintos, nem discos, nem películas. Têm que estar juntos, por isso, até que tenha sítio para todos na minha casa, não os levarei da casa da minha mãe.

* No gosto das cópias. Se posso, compro-o tudo original, ainda que seja mais caro. Se tenho uma cópia e depois posso conseguir um original, obsequeio a cópia a algum conhecido.

* Quando estou a escutar música, aguardo a que acabe uma canção antes de desligar o aparato. Nunca apago o aparato se não acabou a canção. Quando gravava cassetes, se uma canção não cabia ao final duma cara, apagava-a para não ter que ouvi-la cortada depois.

* Sempre trato de convencer a todo o mundo para ir ver as películas em versão original, ainda que saiba de antemão que se vão negar a elo. Eu selecciono a versão original no DVD ainda que a película seja iraniana e não compreenda nada.

* Fixo-me nas manias dos demais e penso no raros que são por fazer essas coisas.

Etiquetas: ,

|

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

adopta tu também uma mascote virtual!