sexta-feira, outubro 06, 2006

Instantâneas de Munique (3, Neuschwanstein)








Ludwig II de Baviera padecia uma obsessão com a música de Wagner. Ele não só exerceu o seu mecenato com o compositor alojando-o e pagando pelas suas óperas ambientadas no medievo alemão, mas quis que elas fossem representadas ante ele -em privado e de jeito exclusivo- no marco mais adequado. Para elo, ordenou a construção de vários castelos, reflexo duma Idade Média idealizada que actuariam como os equivalentes dos actuais “parques temáticos". Em um de esses castelos as instruções do Ludwig construção chegaram até ao extremo de exigir a construção de um enorme lago subterrâneo no que um engenho mecânico gerava ondas artificiais e que o monarca bávaro sulcava numa barca com forma de cisne, como se do próprio Lohengrin se tratara. As fotografias que vos oferecemos mostram o castelo de Neuschwanstein, cuja ração de ser foi dar vida ao castelo do graal de Parzival/Parsifal. Wagner baseou o seu libreto na obra de Wolfram von Eschenbach, à que já dedicamos uma entrada em Polvo à feira.

A última foto do castelo está tomada desde o Marienbrücke, uma ponte de ferro que oferece fantásticas vistas da região e que aparece nas duas fotos que fecham esta entrada.

Etiquetas: ,

|

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

adopta tu também uma mascote virtual!