segunda-feira, fevereiro 27, 2006

A febre dos telemóveis


Fico pampo com os trabalhos que passa a gente para conseguir telemóveis de borla. A culpa, é claro, é das operadoras e os seus plantejamentos comerciais, nos que prima a captação de novos clientes fronte o cuidado dos antigos e a qualidade do serviço.

Lembro que quando saíram as primeiras gravadoras de CDs, gente que nunca tivera o mais elementar gosto pela música padeceu uma espécie de febre e começou acumular discos e mais discos que jamais escutariam. O mesmo se passou com as gravadoras de DVD: os que desprezavam filmes em branco e preto, subtitulados, ou com mais de três anos de idade, de súpeto possuíam filmotecas invejadas por cineclubes. Pouco importava que a vida seja muito curta para poder vê-las todas; o importante era a quantidade e o facto de copiar e copiar mais e mais. Algum até botou o lixo a sua colecção de CDs pirateados para fazer sítio aos DVDs!

Algo similar está a acontecer com os telemóveis. A gente muda de cartão pré-pago a contrato para melhorar o terminal; depois muda de operadora e por último dedica-se a fazer-lhe chantagem para seguir renovando o seu prezado telemóvel antes do prazo acordado. A internet está cheia de conselhos para conseguir telemóveis 3G, muito caros e totalmente inecessários. Detrás de todo isto é facil perceber velhos vícios: a ánsia de ter o último e o melhor; a dependência ao telefone; o consumismo... Mas também há algum elemento novo: o desejo de "cobrar-se" dalgum jeito o trato recebido das operadoras uma vez nos têm "enganchados". Será interessante ver onde é que acabará isto.

Etiquetas:

|

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

adopta tu também uma mascote virtual!