sexta-feira, março 17, 2006

Drew Barrymore (perversões confessáveis 1)

Espero que niguém me chame machista se aproveito o achádego destas fotos para Playboy em 1995, para expresar cá a minha admiração (total) pela Drew Barrymore. A beleza não tem género (e aliás, a gente não é de pedra, pois não?).




Etiquetas:

|

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

adopta tu também uma mascote virtual!